O Papiloma Vírus Humano, conhecido como HPV, é um vírus que acomete as mucosas oral, genital ou anal. Ele se manifesta por meio de lesões com aparência de verrugas, principalmente na região genital ou do ânus, porém alguns subtipos têm potencial carcinogênico.  O HPV também pode afetar o interior do canal anal e regiões como períneo, nádegas e virilha.

A seguir, você vai entender com mais detalhes o que é o HPV, seus principais sintomas, seu modo de transmissão e qual é sua relação com o condiloma. Continue a leitura!

Quais são os sintomas do HPV?

Muitas vezes a infecção pelo HPV não gera sintomas. O vírus pode ficar latente no organismo, permanecendo de meses a anos sem manifestar qualquer sinal visível ou apresentar apenas manifestações subclínicas, que são sinais não visíveis a olho nu.

Quando há manifestação de sinais e sintomas, pode ocorrer prurido e, mais raramente, sangramento e dor.

As lesões do HPV podem ser de dois tipos: clínicas ou subclínicas. Nas lesões clínicas, o paciente pode apresentar verrugas na região genital e anal – chamadas de condilomas. Geralmente, elas são assintomáticas, mas pode haver coceira sensação de corpo estranho em região anal ou até sangramento nas lesões maiores.

As verrugas podem variar em quantidade (únicas ou múltiplas), em tamanho e em formato (planas, achatadas ou elevadas). Em geral, os tipos de HPV que causam as verrugas não são cancerígenos.

Já as lesões subclínicas não são visíveis a olho nu e não apresentam sinais ou sintomas. Os tipos de HPV que geram esse tipo de lesão podem ser tanto de baixo, quanto de alto risco cancerígeno.

As lesões causadas pelo HPV podem acometer diversas partes do corpo. As principais são:

  • Ânus;
  • Períneo;
  • Pênis;
  • Bolsa escrotal;
  • Região pubiana;
  • Vagina;
  • Vulva;
  • Colo do útero.

Já em casos mais raros, as lesões podem atingir áreas extragenitais, como a região nasal, oral e laríngea.

Como se dá a transmissão de HPV?

A contração de HPV ocorre por contato direto com a região infectada. A principal forma de transmissão é por ato sexual. Por isso, a infecção por HPV é considerada uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível).

É importante destacar que o contágio pode se dar mesmo sem penetração, seja vaginal, seja anal. O contato capaz de transmitir o HPV pode ser do tipo:

  • Oral-genital;
  • Genital-genital;
  • Manual-genital.

Vale ressaltar, ainda, que grande parte das pessoas contaminadas pelo HPV são assintomáticas. Contudo, mesmo sem qualquer sinal ou sintoma, elas podem transmitir o vírus a outras pessoas.

Qual a relação entre HPV e Condiloma?

Condiloma é o nome dado às lesões com aparência e formato de verruga que ocorrem na região do ânus, seja ao redor do órgão, no interior do canal anal ou mesmo nas regiões próximas, como períneo, nádegas e virilha.

Já o HPV – Papiloma Vírus Humano – é o vírus que leva ao desenvolvimento das lesões verrucosas. Ou seja, o HPV é o nome dado ao agente causador da doença condiloma.

Por fim, é importante mencionar que as verrugas causadas pelo HPV podem crescer e se multiplicar se não tratadas. 

Alguns tipos de vírus têm potencial carcinogênico e são assintomáticos,  por isso a investigação ativa é necessária.

Portanto, é fundamental ter em mente que o HPV também pode acometer a região anorretal. Consultar um proctologista é essencial para a análise do quadro e a indicação do tratamento adequado se necessário.

Para mais informações sobre cuidados com a saúde, acesse a nossa Central Educativa!

Abrir o chat
Podemos te ajudar?
Dra. Beatriz Azevedo
Olá, Podemos te ajudar?